A preservação do meio ambiente e sua importância para o agronegócio
A preservação do meio ambiente e sua importância para o agronegócio - 14/11/2019

Enganam-se aqueles que pensam que o agronegócio está a favor da degradação do meio ambiente. A sua preservação é de grande importância para o agronegócio, pois a produtividade do setor está ligada às boas condições do clima e do solo entre outros fatores, ou seja, a "saúde" do meio-ambiente como um todo.

Segundo o Ministério da Agricultura, o setor agropecuário faz parte de mais de 20% do PIB brasileiro. Com base nisso, uma crise nos recursos naturais representa, portanto, um grande problema em relação ao abastecimento de produtos que dependem do setor para serem produzidos, além de uma crise econômica.

Saiba mais sobre a preservação do meio ambiente e sua importância para o agronegócio lendo este conteúdo completo!

As consequências do desmatamento

O próprio desmatamento que acontece hoje na região da Floresta Amazônica gera consequências não apenas no país, como em todo o entorno do continente. O regime de chuvas é um exemplo disso, pois poucas lavouras no Brasil necessitam de irrigação por conta do clima, o que pode mudar com o desequilíbrio.

Como consequência, o desmatamento afeta a temperatura do solo, que fica mais elevada pela falta de proteção e resulta em desequilíbrio nas chuvas e na umidade da região. Todas essas alterações são, portanto, prejudiciais para as atividades agrícolas.

As leis brasileiras de proteção ambiente e o agronegócio

Uma grande polêmica atual é em relação à flexibilização das leis de proteção ambiental para maior atuação do setor de agronegócio. O que muitos ainda não sabem, é que o Brasil possui a maior quantidade de terras protegidas, segundo a própria ONU (Organização das Nações Unidas).

Além disso, na preservação de parte das propriedades rurais, é empregado dinheiro do próprio produtor para preservação da área demarcada, como citado pelo Evaristo de Miranda, chefe-geral da Embrapa Territorial, durante uma entrevista ao setor de economia do portal Uol.

As práticas do agronegócio ajudam na preservação ambiental

Sobretudo, além de depender da preservação ambiental para gerar os resultados, o agronegócio pode inclusive ajudar nessa manutenção do meio ambiente. Quando usadas, por exemplo, técnicas que garantem maior produtividade, com a devida preservação do solo, há sustentabilidade durante a produção.

O resultado disso é que não há necessidade de aumentar a quantidade de terras para cultivo, se há o devido à rotação de cultura, outro exemplo dentro das boas práticas. Além da integração entre lavoura e pecuária, que permite reaproveitamento da água e destinação certa dos resíduos.

Podemos concluir, então, que o agronegócio deve manter boas práticas de cultivo a fim de poupar os recursos naturais ao máximo. Além disso, a própria produção em si, não é algo que afeta o meio ambiente, em contraponto, é dependente do bom estado dos recursos naturais para que renda bons resultados para a sociedade.

Cabe, então, aos produtores, estudarem as possibilidades e adequarem a sua produção com boas práticas, não apenas para estarem de acordo com as leis de preservação, como também em forma de colaborar para que os recursos sejam usados de forma sustentável. Afinal, o agronegócio é essencial para funcionamento da economia como um todo.

O que você acha desse tema? Comente com a gente e compartilhe este texto!

 

navigation

Voltar ao Topo