O que significa o termo Agricultura 4.0?
O que significa o termo Agricultura 4.0? - 09/10/2019

A evolução da tecnologia acompanha todos os meios de produção, inclusive o agrícola.

Um ótimo exemplo disso é a implementação do maquinário agrícola, que hoje se faz indispensável para o trabalho em grandes lavouras. A revolução atual traz novos recursos para o agricultor e é chamada de Agricultura 4.0.

A sua nomenclatura já dá a entender do que se trata essa revolução: inserção de mais tecnologia, a fim de automatizar os processos.

Essa automatização envolve inteligência artificial, por meio de sistemas que integrem as máquinas e sua comunicação, além de transmissão de dados em tempo real, entre outros benefícios.

Quais os benefícios da Agricultura 4.0?

Toda essa tecnologia aliada à produção no campo proporciona ao agricultor a chance de tomar decisões pautadas em dados. A internet é grande aliada, junto com os produtos mais avançados, como adubos, fertilizantes e corretivos. 

Os resultados são economia no âmbito financeiro, diminuição de desperdício e aumento da produtividade.

Como o agricultor consegue aplicar essa tecnologia em sua produção?

Para desfrutar dos benefícios da Agricultura 4.0 é preciso inserir alguns recursos na produção. Podemos colocar a internet como primeira da lista, pois vários recursos dependem dela para funcionamento. Esse movimento é chamado de internet das coisas, representado pela sigla inglesa IoT.

Por meio desse recurso é possível o uso de sensores, que indicam a fertilidade do solo, controlam a aplicação dos defensivos agrícolas, além de outras características do solo. Além disso, os sensores aéreos têm o poder de mapear a região, a fim de avaliar o estado da propriedade como um todo, tudo isso sem intervenção de trabalho humano.

É possível fugir da Agricultura 4.0?

É normal que haja resistência por parte de alguns agricultores na implementação desses recursos mais atualizados. Entretanto, não buscar esses equipamentos, ao menos aos poucos, é prejudicial a longo prazo.

Se agricultores, anos atrás, não tivessem inserido o maquinário que hoje é essencial, não estariam hoje no mercado, por exemplo.

Por isso, podemos dizer que é indispensável adaptar-se aos novos formatos de cultivo, com o auxílio da tecnologia, para tomar decisões mais pautadas em análises retiradas dos equipamentos. Isso vai ajudar a manter o modo de produção de acordo com os avanços.

O agricultor que tenta "fugir" da nova era da agricultura acaba ficando para trás por conta da falta de informações e dados gerados. Em razão disso, em vez de ficar com receio do que a Agricultura 4.0 possa alterar, é preciso que o agricultor estude, esteja aberto a aprender e, aos poucos, inserir esses novos formatos em sua propriedade.

Afinal, o futuro já apresenta uma demanda de otimização da produção agrícola. De acordo com a FAO, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, há uma previsão de 9,7 bilhões de pessoas para a população mundial em 2050. 

Então, a melhor alternativa para a indústria se preparar para essa demanda é estar apoiada nos avanços tecnológicos.

Você pode contar com a Athenas Agrícola para isso! Já conhece a nossa plataforma ARGUS

navigation

Voltar ao Topo