Fertilizantes Orgânicos: o que são e quais suas vantagens?
Fertilizantes Orgânicos: o que são e quais suas vantagens? - 12/06/2019

Os fertilizantes são um dos componentes mais tradicionais e importantes adotados na agricultura. A razão para a sua relevância é simples: eles tornam o solo mais nutritivo para as plantas, garantindo um crescimento saudável. Atualmente presenciamos um movimento de substituição dos produtos industriais em razão dos fertilizantes orgânicos.

A prática é adotada não só pelo agronegócio mais tradicional, mas também por hortelãos urbanos. Constituídos de resíduos animais e vegetais, a sua ação ao adubar as culturas é mais lenta. Isso ocorre devido à complexa decomposição de seus componentes, mas que gera benefícios únicos.

Quer entender melhor o que pode ser classificado como adubo orgânico e quais as suas vantagens para a agricultura? Neste artigo trataremos de todas as informações pertinentes ao assunto. Confira!

O que são fertilizantes orgânicos?

Os adubos de origem orgânica são insumos cuja matéria-prima tem origem animal ou vegetal, e que podem ser acrescidos de nutrientes minerais. Deste modo, o seu potencial nutritivo é aprimorado. A adição pode ser necessária porque as plantas não são capazes de absorver certos compostos quando presentes na forma orgânica.

Além disso, os fertilizantes podem ser sólidos ou líquidos. Os adubos orgânicos são geralmente derivados de resíduos e subprodutos extraídos de processos produtivos da agropecuária. Esses insumos também são supridos por materiais similares obtidos no meio urbano.

O volume de matéria orgânica gerada no Brasil chega aos milhões de toneladas anuais. Significa uma grande oportunidade de reaproveitamento de resíduos produzidos em nível urbano, rural e industrial. Consequentemente, o insumo orgânico é uma alternativa que colabora com a sustentabilidade. Veja outras vantagens a seguir.

Quais as vantagens dos fertilizantes orgânicos?

Os fertilizantes orgânicos atuam como adubos de liberação lenta e apresentam nitrogênio. Como resultado, eles aumentam a capacidade do solo de reter nutrientes e favorecem o surgimento de micro-organismos e fungos. A biodiversidade é de grande ajuda no crescimento saudável das plantas.

Os adubos orgânicos possuem ainda benefícios a longo prazo, pois a sua aplicação aumenta a produtividade do solo com o passar do tempo. Nos fertilizantes inorgânicos geralmente ocorre o fenômeno oposto. Os impactos negativos desses últimos compostos são muitos.

Além da degradação do solo, produtos artificiais podem causar lixiviação de nitrogênio solúvel e fósforo, o que leva à eutrofização. Ou seja, o crescimento excessivo de plantas aquáticas, que pode afetar um determinado corpo d’água. Os custos do adubo orgânico também podem ser muito menores que os do inorgânico.

Como saber quais aplicar e em qual tipo de plantação?

Uma vez que existem diversos tipos de fertlizantes de origem orgânica – lodo, organominerais, vermicompostos – devemos saber aplicá-los corretamente. A adequação vai do tipo utilizado ao momento de utilização e à cultura que o recebe. Sabemos, por exemplo, que os insumos de origem vegetal para adubar o solo têm grande capacidade de reter a água. Consequentemente contribuem para o crescimento das raízes.

Sendo assim, utilize-os nos momentos em que os nutrientes da colheita estiverem crescendo. No cultivo de batatas, é possível colher bons resultados dessa forma. Nas terras de cultivo menos férteis e com tendência ao ressecamento também vale realizar o investimento.

Para quem faz a rotação de culturas, os fertilizantes orgânicos são indispensáveis. Graças a eles pode ocorrer um aproveitamento mais intensivo do solo sem que ocorra a sua degradação. Assim, os produtores conseguem extrair o máximo rendimento de suas plantações. Para usufruir dessas inúmeras vantagens, é importante conhecer os estágios da planta e as necessidades particulares do cultivo para realizar a aplicação.

 

Quer saber mais sobre como aplicar os fertilizantes corretos para o seu solo? Podemos te ajudar: Fale com a gente!

navigation

Voltar ao Topo