Sem prejuízos na cultura da soja: veja como se prevenir contra doenças de final de ciclo
Sem prejuízos na cultura da soja: veja como se prevenir contra doenças de final de ciclo - 29/04/2019

Um dos obstáculos mais corriqueiros nas lavouras de soja espalhadas pelo Brasil é o causado pelas doenças. No Brasil, já estão classificadas e catalogadas mais de 40 doenças, causadas pelos mais diversos agentes. E essas doenças podem se espalhar ao longo do ano, atacando desde o plantio até a colheita.

No entanto, é de se suspeitar que as doenças que mais dão dor de cabeça são aquelas que atacam no final do ciclo, colocando em risco todo um período dedicado à cultura.

Sendo assim, não basta apenas manter as boas práticas agrícolas em dia, é preciso se prevenir, de todas as maneiras, para estar preparado caso alguma doença assole a sua lavoura. Dessa forma, continue conosco e confira, a seguir, quais são as doenças desse ciclo tão importante e como se prevenir contra elas.

Principais doenças da soja causadas por fungos

 

  • Ferrugem asiática: essa é uma das mais conhecidas doenças, e uma das mais preocupantes também. Caracteriza-se por pequenas pontuações escuras que, logo em seguida, se transformam em protuberâncias.

  • Mofo branco: reconhecido por suas manchas castanho-claras e por seus micélios brancos, o mofo branco é responsável por secar e murchar as folhas da planta.

  • Antracnose: nos períodos ou locais de alta umidade, essa doença tem lugar de sobra para se manifestar. Responsável por apodrecer, abrir precocemente e derrubar a vagem, a antracnose tem maior incidência nas plântulas e no estágio inicial das vagens.

  • Mancha alvo: responsável por formar uma mancha circular e castanha sobre as folhas, a doença mancha alvo pode representar uma perda de até 35% da produção.

Você provavelmente já ouviu falar nessas doenças e até mesmo, quem sabe, já se deparou com algumas delas. No entanto, como preveni-las? Se você pensou em uma gestão agrícola eficiente, com um bom planejamento e uma boa organização, você está certo. Contudo, primeiro é preciso se atentar para alguns passos.

Passos para se atentar na cultura da soja

 

A seguir, separamos algumas informações para se atentar antes e durante o plantio da soja. Confira!

  • Cultivares. Através da escolha do cultivar algumas doenças podem ser evitadas, já que algumas espécies melhoradas são imunes a algumas doenças, como por exemplo, a mancha alvo, já mencionada.

  • Rotação de cultura. Utilizada há séculos, a rotação de cultura sempre se mostrou eficiente no combate de patógenos. Além de aumentar a fertilidade do solo, essa técnica também reduz plantas daninhas e pragas.

  • Sementes de qualidades. Parece óbvio, mas é sempre bom lembrar: semente só com certificado. E isso não é uma questão de mercado, visto que é muito comum ocorrer transmissão de patógenos já na semente. Dessa forma, uma semente com certificado tem a garantia de que foi tratada e está livre de todos os agentes causadores de doenças.

  • Controle químico. Através de fungicidas e bactericidas, o controle químico é recomendado para combater as doenças que assolam as plantações de soja. No entanto é sempre bom estar atento aos procedimentos que cada doença exige.

A Athenas Agrícola está sempre à disposição para conversar e prestar uma consultoria eficiente sobre a qualidade do seu solo e as principais ações que você pode tomar para garantir a produção e rentabilidade da lavoura. Fale com a gente!

navigation

Voltar ao Topo